•  

  •  

  •  

  •  

  •  

  • 2

O trabalho que se produz num atelier ultrapassa em muito o trabalho que é publicado.

 

Desde a formulação do problema a resolver até ao desenvolvimento de projeto e, finalmente,  a sua concretização e publicação  - seja um edifício ou estabelecimento comercial, um equipamento, uma exposição, um jornal,  um logótipo, ou um website - há um caminho a percorrer que começa na pesquisa (sempre necessária para iniciar qualquer trabalho) até ao sentido  concetual que vai dar a forma final e definitiva ao trabalho a produzir e, finalmente, a  realizar.

 

Esse caminho é fundamental para o trabalho criativo. Caracteriza-se pelo delírio, pela experimentação e pela errância até ao momento em que forma e conteúdo adquirem sentido no propósito final de cada desafio.

Algum desse trabalho não chega a ser produzido ou porque o programa foi alterado a meio do percurso criativo e obrigou à procura de outra solução ou simplesmente porque a deriva criativa explorou vários caminhos cuja qualidade justifica a sua publicação.

 

É este o propósito da zona experimental. É trabalho criativo, com qualidade concetual que entendemos ser importante publicar porque também nos define e comunica sobre nós.

 

Estamos gratos a todos os clientes que confiam e confiaram em nós e nos lançaram desafios. Com eles construímos a equipa que somos, testámo-nos, aprendemos e evoluímos graças aos problemas que fomos chamados a resolver e à sua exigência na resolução desses problemas.